Mulheres desafiam ambiente masculino no Transcatarina

publicado em: 24/09/2020

Um dos ralis mais disputados do Brasil trará mais de dez mulheres para brigar pelo pódio das categorias de competição

 

Encarar o Transcatarina – um dos maiores encontros do fora-de-estrada nacional – é o planejamento de muitos off-roaders do país, pois, além da boa fama, surpreende a cada ano com muitas novidades. E a 12ª edição do evento será especial e diferente, com três dias de muita aventura, espalhando lama e levantando poeira. De 27 a 31 de outubro, Fraiburgo será o ponto de partida e de chegada, com pernoite em Treze Tilias e Caçador. 

 

O frio na barriga dos participantes e a contagem regressiva já começaram. A expectativa é reunir 200 carros 4x4, divididos nas categorias de competição (Máster, Graduados, Turismo, Turismo Iniciante e Turismo Light), e de passeio (Passeio Expedition, Passeio Radical 1 e 2, e Adventure 1, 2 e 3). 

 

Até o momento, nas categorias de competição, haverá 12 mulheres na pilotagem e na navegação – um número pequeno perto do total de inscritos, mas expressivo se levar em consideração os poucos nomes femininos nos ralis brasileiros.

 

A brasiliense Débora Luiz Gonçalves, que participará pela terceira vez do Transcatarina observa que, a cada ano, aumenta o número de mulheres na prova. “Hoje somos muitas e daqui a pouco o esporte não terá qualquer tipo de predomínio, será meio a meio”, aposta a navegadora. Débora ainda revela que não existe diferença ou vantagem por ser mulher. “O contraste se resume às características de cada pessoa, e não pelo gênero. Meu piloto e eu somos calmos e nos comunicamos bem. A dificuldade nos ralis é ficar concentrada horas a fio, pois qualquer deslize faz nossa classificação do dia cair, aliás, esse é o grande desafio de qualquer navegador”, completa ela que compete ao lado do piloto (e marido) Raul Damasio Perillo, pela categoria Turismo. 

 

Já para a piloto Paula Breves, do Rio de Janeiro (RJ), a mulher traz mais cautela e atenção às provas. “No começo senti que os homens não nos levavam tão a sério, mas esse cenário mudou. Eles sabem que somos fortes concorrentes e nos respeitam muito por isso”, avalia Paula, que conta com a navegação de Vilma Rafael Quintaes, na categoria Graduados. Participando pela terceira vez no Transcatarina, Paula revela que o segredo é manter a perseverança. “O desafio de completar a prova é instigante, não vejo a hora de chegar o grande dia”, finaliza. As inscrições seguem abertas pelo site www.transcatarina.com.br.

 

O 12º Transcatarina tem patrocínio de Hotel Renar, SFI Chips e Scherer Auto Peças

Apoio de Mamute Off-Road, Grupo Gratt, Trilha Eurocar, FD Stands e Displays, Lave Bem Lavanderia, Orange Sun – Energia Renovável, Cervejaria Holzbier, Posto Maçã, Guinchos Fixxar, Kindermann Hotel, Vipal Rede Autorizada, RF Pneus, Auto Elite VW, 3RS Confecções, Univita Saúde, Alfa Transportes, Accert Transportes e Logística, Treze Tílias Park Hotel, Linden – Das Echte Bier, Prefeitura Municipal de Caçador e Prefeitura Municipal de Fraiburgo 

Realização: Caçador Jeep Clube

Parceria: SC Racing

Fale conosco
Fale conosco pelo WhatsApp