Segundo dia do Rally Transcatarina teve geada e prova rápida

publicado em: 20/07/2012

A geada compôs o cenário do segundo dia do Rally Transcatarina. A competição apresentou novas características de percurso e já ruma em direção ao litoral

 

 

Era 7h31, termômetros marcando apenas 3 graus... Haja disposição para estar pronto e concentrado para encarar mais um dia de competição. As 3ª e 4ª etapas do Rally Transcatarina deixou Lages e seguiu para Rio do Sul, SC, em um percurso de 263 quilômetros que deixou pilotos e navegadores mais "adrenados" do que nunca.

A geada, natural nesta época do ano e o grande charme do Transcatarina, deu um branco especial a vegetação de Lages; por conta disso, no começo do trecho cronometrado, o terreno estava mais liso. Mas, quem passou neste setor após às 9h30 encontrou piso seco. 

O percurso explorou as áreas de reflorestamento de pinus da Klabin, com estradões que permitiram a organização do evento a aplicar médias altas de velocidade e exigir ainda mais atenção de pilotos e navegadores em laços longos e desafiadores. Extremamente técnico, o roteiro apresentou trechos rápidos e travados, subidas e descidas, com piso liso e seco, mesclando chão batido, cascalho e erosões. Destaque para a Serra do Serril, onde os participantes passaram de 1.000 a 300 metros de altitude, com uma vista espetacular do Vale do Itajaí. 

A finalização da 3ª etapa - de 113 quilômetros - ocorreu na cidade de Otacílio Costa, SC, que recebeu o neutro de almoço. Passado o período de descanso, hora de encarar a 4ª etapa, que teve 150 quilômetros.

Na Super Máster, Oscar e Gustavo Schmidt fizeram as pazes com a sorte e voltaram a vencer. Eles foram os melhores nas duas etapas do dia e deixaram a briga pelo título ainda mais emocionante. "Andamos melhor hoje, com mais concentração, porém, a prova só se decide amanhã. O rali segue a sua característica principal, que é sempre oferecer percursos altamente técnicos e, na minha opinião, este ano está menos molhado", declarou Oscar. A dupla que participou de todos os Transcatarina está em busca do terceiro título.

Entre os Graduados, na etapa da manhã, Claudio Coelho Costa e Claudio Coelho Costa Júnior levaram a melhor com 219 pontos perdidos. Já no período da tarde, Arno José de Melo e Leonardo Agustinho de Melo buscaram o primeiro lugar. "Para nós, a melhor parte foi a tarde, no meio do reflorestamento, com médias de velocidade altas e sem perigo. Foi uma prova segura e que exigiu de todo o conjunto: piloto, navegador e carro", explicou Claudio, que completou. "Estamos nos esforçando para buscar o título, mas nossos concorrentes são de alto nível. Tem muita gente boa participando", salientou ele, que tem dez anos de experiência em ralis.

Evaldo Martin Schulze e Claudemir Hubner venceram a 3ª etapa na Júnior, mas na 4ª etapa, deram espaço para Eduardo Szabunia Neto e Wilson Reichwal comemorem a primeira posição. "Na etapa de ontem, durante a travessia de rio, o pneu do nosso veículo furou; por isso, precisamos buscar o prejuízo hoje. Para isso, focamos no rali e nos concentramos para esquecer os problemas e pensar somente na prova em questão. Deu certo!", afirmou Reichwal.

Na Jeep, Marcos Osires Nunes e Marcos Vinicius Nunes estão mantendo a hegemonia e faturaram novamente as duas etapas disputadas no dia, abrindo importante vantagem na liderança da categoria. "Foi uma especial rápida, sem dificuldades de navegação, porém, impondo um grande teste de habilidade ao piloto e de resistência ao carro. Para a fase final é preservar o 4x4 e atravessar o pórtico de chegada bem", declarou Vinícius. 

Aventura sem limite

O comboio de 22 carros da categoria Turismo Adventure também não teve moleza e, às 7h partiu de Lages rumo a mais um passeio para lá de emocionante. "A trilha foi extremamente pesada, ficando uma enorme erosão como a atração do dia. Pneus adequados para o tipo de solo que estamos desafiando foi essencial para evitar dores de cabeça", ressaltou Sidney Petroski, que tem a companhia de Amarildo Pedro da Silva.

Durante o percurso, o grupo visitou uma bela cachoeira e fez uma "linguiça no álcool" - um prato diferente do qual Petroski, não quis revelar a receita. "Estamos amando a experiência", salientou Silva. 

Já na Turismo Light, o destaque ficou por conta do piloto Affonso Brandão Hennel, de 83 anos e praticante de off-road há 14 anos. "Este é meu terceiro Transcatarina. Gostei muito de duas partes do percurso: a primeira foi na descida da Serra do Serril, próximo a uma capela; e a segunda no reflorestamento de Pinus, onde tivemos que ligar os faróis, pois ficou escuro em pleno dia", comentou.

O piloto faz a prova em um Troller T4 com sua esposa, Geneci Hennel, que tem uma função importante: "Ela muda as marchas para mim", sorriu o participante, feliz com o dia de hoje.

Rio do Sul a Balneário Camboriú - últimos quilômetros a serem percorridos 

Os quilômetros finais do 4º Rally Transcatarina transcorrerão com as 5ª e 6ª etapas. Serão 280 quilômetros, com 170 navegados. Do Vale do Itajái ao litoral catarinense, o roteiro cortará 14 municípios, passando por estradas vicinais arenosas, passagens de sítios, reflorestamentos e bananais com barro vermelho e bastante liso. 

"Na parte da manhã, teremos uma percurso em linha, serpenteando serras e fazendas entre Rio do Sul e Apiúna, onde acontecerá o neutro. É a fase mais tranquila de todo o evento",contou Souza. 


Resultados - 3ª e 4ª etapas

Categoria Super Máster

3ª etapa 


1º Oscar José Schmidt/Gustavo Schmidt, 169 pontos perdidos
2º Acyr Hideki da Silva/Marcos Mais Panstein, 211 pontos perdidos
3º Daniel Maffi/Enedir Silva Júnior, 213 pontos perdidos
4º Juliano Cesar Borges/Eduardo Felipe Finta, 225 pontos perdidos
5º Alair José Lazzari/Renan Medeiros, 245 pontos perdidos

4ª etapa

1º Oscar José Schmidt/Gustavo Schmidt, 169 pontos perdidos
2º Elemar Kirt/Henry Ritter Kirst, 191 pontos perdidos
3º Acyr Hideki da Silva/Marcos Mais Panstein, 197 pontos perdidos
4º Otávio Enz/Allan Enz, 203 pontos perdidos
5º Anacleto Ferrari/Arnaldo Ferrari, 207 pontos perdidos

Categoria Graduados

3ª etapa


1º Cláudio Coelho Costa/Cláudio Coelho Costa Júnior, 219 pontos perdidos
2º Rene Afonso Mahnke/Idali Bosse, 227 pontos perdidos
3º Robson Garcia/Rafael Prada, 230 pontos perdidos
4º Aparecido Matias Fernandes/Roberto Luiz Spessatto, 236 pontos perdidos
5º Direceu Potrich/Leandro Rodrigo Riffel, 238 pontos perdidos

4ª etapa

1º Arno José de Melo/Leonardo Agustinho de Melo, 165 pontos perdidos
2º Aparecido Matias Fernandes/Roberto Luiz Spessatto, 178 pontos perdidos
3º Edson Pereira Schebeski/Alexandre William Dalssoto, 186 pontos perdidos
4º Leandro Gasparetto/Vilson Ferreira, 198 pontos perdidos
5º Paulo Roberto de Goes/Thiago Medeiros Stapazzoli, 213 pontos perdidos

Júnior

3ª etapa

1º Evaldo Martin Schulze/Claudemir Hubner, 192 pontos perdidos
2º Camilo Vargas Júnior/Bianca Vicenzi, 198 pontos perdidos
3º Dorivaldo Mueller/Bianca Mueller, 211 pontos perdidos
4º Eduardo Alexandre Kruger/Fabiane Tironi Kruger, 216 pontos perdidos
5º Ademar Maiochi/Ricardo Kroth, 217 pontos perdidos

4ª etapa

1º Eduardo Szabunia Neto/Wilson Reichwald, 186 pontos perdidos
2º Camilo Vargas Júnior/Bianca Vicenzi, 218 pontos perdidos
3º Evaldo Martin Schulze/Claudemir Hubner, 234 pontos perdidos
4º Aury Stroher/André Luiz Lenger, 237 pontos perdidos
5º Alessandro Rodrigo Weirich/Rafael Augusto Avelar, 250 pontos perdidos

Jeep

3ª etapa

1º Marcos Osires Nunes/Marcos Vinicius Nunes, 183 pontos perdidos
2º Rogério Acunha/Gustavo do Amaral Pilieski, 500 pontos perdidos
3º Antonio Enio dos Santos Filho/Diego Fernando dos Santos, 511 pontos perdidos
4º Ricardo Júnior Zagonel/Fábio Zagonel, 748 pontos perdidos
5º Jean Carlos Beninca/Rafael Olmi Floriani, 1.549 pontos perdidos

4ª etapa

1º Marcos Osires Nunes/Marcos Vinicius Nunes, 148 pontos perdidos
2º Antonio Enio dos Santos Filho/Diego Fernando dos Santos, 317 pontos perdidos
3º Aroldo Nery/Rogério Chini, 357 pontos perdidos, 474 pontos perdidos
4º Ricardo Júnior Zagonel/Fábio Zagonel, 588 pontos perdidos
5º Rogério Acunha/Gustavo do Amaral Pilieski, 1.042 pontos perdidos

Veja a classificação completa em: www.transcatarina.com.br


Visite: www.transcatarina.com.br
Siga no Twitter: www.twitter.com/transcatarina
Facebook: www.facebook.com/profile.php?id=100001818081240


O Transcatarina tem o patrocínio: Ensimec, Hotel Renar, Troller Veículos Especiais, Santur e Hankook Pneus

Apoio: Prefeitura de Balneário Camboriú, Prefeitura de Rio do Sul, Prefeitura de Fraiburgo, Prefeitura de Apiúna, Lave Bem Lavanderia, Infinity Blue, Grafimax, Revista Planeta Off Road, Posto Brasília/Ipiranga, Ativa Comunicação, ATF Embreagens, Astra Embreagens, Reunidas, Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Centro Universitário Facvest, Ventus Pneus, Fixxar Guinchos Elétricos

Supervisão: Fauesc
Realização: SC Racing

Fale conosco
Fale conosco pelo WhatsApp